Backstage Music


 
HomeHome  FAQFAQ  SearchSearch  RegisterRegister  Log in  
Photobucket
INTERVIEWERS WANTED!
+Info

Share | 
 

 MINDFEEDER - entrevista

Go down 
AuthorMessage
Sandra Manuel
Backstage Press | Manager
Backstage Press | Manager
avatar

Registration date : 2008-03-06
Female Number of posts : 2133
Age : 39
Country/ City : Cortegaça
Preferred Music Style : Metal, Goth, Rock (well, a little bit of everything)

PostSubject: MINDFEEDER - entrevista   Mon May 19 2008, 00:19


Os Mindfeeder são uma banda do Barreiro, que praticam um som baseado no Heavy/Power Metal.
Tanto no nosso País de Norte a Sul, como na Europa, ninguém fica indiferente aos Mindfeeder .
Banda que transmite paixão naquilo que faz. Léo, dono de uma voz melódica, poderosa, facilmente nos conquista. Enfim! Existem uma série de adjectivos para caracterizar Mindfeeder.
Uma coisa é certa: Por onde passam, conseguem realmente apoderarem-se da nossa mente.

Podem consultar a biografia desta banda neste forum: Hard n Heavy - promotion and ads.

Os Mindefeeder são: Léo (voz), Henrique (bateria), Nuno (guitarra), Estranho (baixo), Piri (guitarra) e Ricardo (teclas).


Deixo-vos aqui um vídeo do tema "Memories from the other side", ao vivo no Festival Velha Guarda o ano passado.

O Backstage esteve na conversa com todos os elementos dos Mindfedeer, com o objectivo de os dar a conhecer melhor aos nossos leitores.


Vocês nasceram em finais de 2002 com o nome Inertia! Passado um ano mudaram de nome! Porquê?
Léo: Nós no ínicio éramos os Inertia. Depois fizemos uma série de concertos aqui na zona, na Moita, no Barreiro, uma série deles. Entretanto soubemos de uma banda, que se não estou em erro era italiana que tocava tipo hip hop. Tinham um computador que fazia musica e que se chamavam Inertia. Então decidimos para não haver confusões, porque num dos concertos que fizemos, a determinada altura vierem-nos perguntar se nós eramos aquela banda de tecnho ou hip hop, então decidimos tá na altura de mudar de nome.
Apartir dessa altura que coincidiu com a gravação da nossa primeira demo “Rise From The Flames”, decidimos trazer uns quantos nomes a votação e ganhou Mindfeeder.


Passaram da inércia para nos devorarem as mentes! Porquê Mindfeeder?

Léo: Exactamente! Não é bem devorar. Alimentar.
Se nós tivessemos um objectivo enquanto banda era que o pessoal sentisse que de alguma forma estava a ser alimentado com Heavy Metal. Que a nossa música funcionasse como um alimento, como um aditivo/suplemento.
Nesse âmbito, o que nós queríamos levar às pessoas, era fazer com que o Heavy Metal alimentasse-as de uma forma a que elas pudessem ser mais felizes, equilibradas e iluminadas do que o que são hoje. Porque o que nós sentimos é que a sociedade tem muito lixo. As pessoas são contaminadas constantemente por informação, por publicidade, por televisão de muita má qualidade. O que nós queríamos era trazer alguma qualidade naquilo que
gostamos de fazer que é Heavy Metal e a música, e que as pessoas reflectissem nisso também.
Mindfeeder é um bocado uma máquina de alimentação.



Acham que o Power Metal tem futuro em Portugal?

Léo: Não. Nem nunca terá infelizmente!
Porquê? Porque, as pessoas acham que estã fora de moda gostar de Power Metal. Depois, acham que quem faz Power Metal não tem as maiores capacidades ou o mesmo, hum, não sei. Não te sei explicar, porque eu gosto tanto de Power Metal que acho inconcebível alguém não gostar. Pelo menos quem gosta de metal não gostar de power metal. É estranho no mínimo. Porque tá lá tudo. Tá lá a melodia, tá lá ritmo, tá lá poder, tá lá técnica e portanto, uma coisa é não ser o teu tipo de música e não ouvires outra é dizeres mal por dizer. Acho que isso é completamente errado, e o nosso país tem uma série de pessoas que infelizmente não luta por um principio único e por uma unidade dentro do heavy metal e prefere destruir do que construir.
O que nós achamos é que está na hora de acontecer mais eventos como o Moita MetalFest, Velha Guarda ou Gaia em Peso, que não só temos bandas de Black/Death Metal, que respeito, da mesma forma que acho que deviam respeitar quem faz Power Metal ou Heavy Metal mais tradicional.
Isso aí é o nosso ponto de vista em relação ao Metal em Portugal.



Em 2003 gravaram a demo “Rise From The Flames” e em 2006 o EP “ Mind Revolution”. Qual o balanço destes 2 trabalhos? Boas críticas?

Léo: O “Rise From the Flames” foi a primeira experiência. Ou seja, foi agarrar naquilo que tínhamos na altura, que era muito pouco, e ver como soava. Infelizmente não soou tão bem como a gente quis. Contudo, e apesar de não fazermos do “Rise From The Flames” um grande lançamento, mesmo assim fomos seleccionados para um festival de internautas a nível europeu no Heavy Metal eurovision Contest e conseguimos acabar num sétimo lugar entre bandas que têm lançamentos a sério. A nível nacional foi a melhor pontuação.


Qual foi a sensação de alcançar o 7º lugar entre 40 bandas?

Léo: Nós ainda hoje falamos nisso. Porque para nós, uma banda nova, a começar, com um trabalho que nós não ficamos minimamente agradados. Que achamos que não estava ali nem metade do potencial e mesmo assim sermos chamados para aquele festival e poder acabar em sétimo lugar, para nós é uma coisa fantástica.
Lembro-me de me ligarem e dizerem: “Ó pá acabamos em 7º!” e eu disse: “isso é impossível, deves ter visto mal. Nunca acabaríamos em 7º nesse concurso!”
Por isso acabar em sétimo, com a melhor pontuação nacional até hoje, com uma critica absolutamente fabulosa a compararem-nos com uma mistura de Queen, Qeensryche e Fates Warning mas mais pesados e mais melódicos, com uma voz fantástica (risos). Ouviram? (risos)



Além do Eurovision, os Mindfeeder já participaram noutros concursos. Houve alguma mais valia?

Léo: A mais valia que nos tem trazido e que nos trouxe “Rise From The Flames” foi que na altura de gravarmos o “Mind Revolution” e de o lançarmos, as pessoas já reconheciam um bocado aqui e ali os Mindfeeder.
O “Mind Revolution” acabou por ser a explosasão que nós queríamos que tivesse sido, pelo menos cá em Portugal e também tivemos alguns ecos no exterior bastante agradáveis.
Tivemos criticas ao “Mind Revolution” a mais baixa foi a critica na “Loud” que foi 7 em 10, porque de resto foi tudo acima dos 8. E portanto acho que isso diz tudo.
Nós hoje em dia já achamos que o “Mind Revolution” está ultrapassado, que já conseguimos fazer uma coisa bem melhor. O Ricardo estava com Mindfeeder há muito pouco tempo quando gravamos “Mind Revolution”. Já tá ali muito Ricardo, mas ainda falta muito mais. O Nuno também tava há relativamente pouco tempo.
E nós agora também temos um intrusamento na nossa opinião a nível de banda, que está muito acima daquilo que já fizemos no “Mind Revolution”.
Portanto, se lançarmos o álbum ou no fim deste ano ou no ano que vem ou quando for, porque estamos a fazer as coisas com muita calma, acho que vai haver Mindfeeder assim mesmo muito bom.
Acabamos de construir o nosso estúdio. Temos um sítio que é nosso e que podemos trabalhar à vontade e as coisas vão começar a sair bem. Muito bem!



Tiveram em ambos participações convidadas. Como planeram? Escreveram as letras já a pensar nos nomes que iam convidar?

Léo: Não se planeia essas coisa!
Nós temos uma política na banda que é não faz sentido tocarmos sem partilhar as coisas com quem nos é querido. É engraçado termos pessoas que nos dizem alguma coisa, a participar naquilo que nós fazemos. Então a ideia do “Mind Revolution” sobretudo, porque no “Rise From The Flames” o único convidado foi o teclista dos My Enchantment, que fez as teclas do álbum. O Ricardo não existia nessa altura. Não existia nos Mindfeeder
(risos).
Com “Mind Revolution” queríamos convidar as pessoas de quem gostavamos, e de que alguma forma nos eram especiais.
A Célia na “Wasted Years”, era a vocalista da banda do Ricardo, os Fireball, e foi uma participação especial porque ela tem uma voz fantástica.
A Mena que era na altura vocalista dos Tearful também foi uma participação fantástica e o Mário Renco dos Heavenly Bride, e uma amiga nossa, Sandra Mesquita, que também ajudou um bocado nas vozes. Então, achamos que era uma mais-valia para o nosso trabalho. E acabou por ser.



Vocês conseguem numa mesma música despertar sentimentos muito distintos. Como se de uma peça de teatro se tratasse. Power, calma, paixão, raiva. Onde vão buscar essa inspiração? Letras, música!

Léo: Tá um pouco à volta do nosso lema que é “Keep feeding your mind”.
As letras refeletem um bocado aquela nossa tentativa de cada vez mais caminharmos para um caminho único, onde toda a gente se reveja e toda a gente trabalhe em conjunto para que pelo menos dentro do Heavy Metal se tentar criar uma comunidade forte.
Eu, numa entrevista que dei à Metal Warriors que é uma zine de um amigo nosso, dei-lhe um exemplo que acho que é elucidativo daquilo que eu digo. O pessoal da música pimba tem uma união, tem um grupo, tem um conjunto de editoras que os apoia de um forma incondicionante. Mesmo não tendo qualidade nenhuma. E alguns têm. Eu acho que o Tony Carreira é uma pessoa fantástica, cheia de qualidades. Eu acho! O panorama musical pimba está de tal forma unido que eu olho e pergunto, o que é que custava a nós que somos se calhar tantos como eles e que temos uma comunidade não tão grande, porque eles já foram conquistando outras pessoas, mas temos pelo menos a nível de recursos e de inteligência tanto como eles, ou maior.



Não deve ser fácil aguentar a voz em diferentes tons durante nove minutos seguidos. Qual o segredo para a tua voz? Aulas, cuidados especiais.

Ricardo: É muita comida, pouca bebida e fico por aqui (risos).
Léo: Tenho vários cuidados. Não tenho formação de voz. Não tenho nem nunca tive.
Existem duas ou três coisas muito importantes. Primeiro tens que gostar muito daquilo que fazes, depois tens que errar muitas vezes. Tens que dar muitas notas erradas até conseguires a certa. E depois tens que estudar muito também.
Uma coisa que eu faço, sou um bocado auto-didata nisto, pesquiso muito sobre como se há-de fazer, como se há-de cuidar. Então tenho alguns cuidados que são teóricos e outros meus. Por exemplo, umas semanas antes dos concertos, vou todos os dias ao ginásio e puxo por mim. Bebo muita água durante os concertos. Tenho alguns truques que é o chá de casca de cebola e treino muito a respiração. E é claro que já são alguns anos disto. Eu já canto ali com o meu irmão de sangue (Nuno) desde os quinze anos.
Desde os quinze anos que canto, que faço porcaria. Não só dentro do Heavy metal.


Planos para um futuro próximo?

Léo: Álbum. Vamos fazer as coisas com muita calma. Primeiro vamos fazer uma pré-produção, depois vamos gravar, depois vamos masterizar e produzir lá fora. Tudo assim bem planeado que é para ser assim uma coisa que marque. Que seja um lançamento marcante.
Nós queremos que seja algo fora do normal. Para marcar de certa forma as pessoas.
As pessoas já começam a reconhecer o nosso nome, então, se nós fizermos um lançamento em que as pessoas ouçam e digam: “ó pá isto está com uma qualidade boa, realmente estes gajos...”. Nós não ganhamos absolutamente nada. Não temos editora, não temos apoios, não temos muita gente a ver os concertos, mas pelo menos nós próprios temos uma vontade muito grande de fazer uma coisa bem feita.
Porque já que estamos a fazer, não vale a pena fazer à balda né? Mais vale fazer com nexo, com a qualidade que gostamos.
Temos o Lagoa, que está a ser o festival mais falado do ano. Espero que corra tudo bem. O Ricardo já nos prometeu que íamos voltar ao Velha Guarda. Temos Medas que ainda não sabemos data.



Mindfeeder:
Um abraço ao pessoal e estamos desejosos de voltar ao norte.

www.myspace.com/mindfeeder
www.mindfeeder.org/

Entrevista realizada por:
Sandra Manuel



Last edited by Sandra Manuel on Mon May 19 2008, 22:31; edited 2 times in total
Back to top Go down
http://www.sandramanuel.com
Insane
Music listener


Registration date : 2008-05-19
Number of posts : 4
Country/ City : Espinho
Preferred Music Style : Death Metal

PostSubject: Re: MINDFEEDER - entrevista   Mon May 19 2008, 00:38

Os mindfeeder são uma banda que merece o apoio de todos.
Back to top Go down
Sandra Manuel
Backstage Press | Manager
Backstage Press | Manager
avatar

Registration date : 2008-03-06
Female Number of posts : 2133
Age : 39
Country/ City : Cortegaça
Preferred Music Style : Metal, Goth, Rock (well, a little bit of everything)

PostSubject: Re: MINDFEEDER - entrevista   Mon May 19 2008, 00:51

Oi Insane! Bem vindo ao Backstage! Usa e Abusa.

Os Mindfeeder além de serem excelentes profissionais, como pessoas são 5 estrelas. É uma honra apoiar uma banda assim.

Eles com certeza que vão ficar muito agradados com o teu comentário, visto estares mais inclinado para o Death Metal ;) (esta observação é apenas no seguimento da entrevista).
Back to top Go down
http://www.sandramanuel.com
Morgenstern
Music listener
avatar

Registration date : 2008-02-21
Female Number of posts : 703
Age : 42
Country/ City : Portugal/vila Nova de Gaia
Preferred Music Style : Metal, Goth, Industrial

PostSubject: Re: MINDFEEDER - entrevista   Mon May 19 2008, 11:53

Desejo muito sucesso aos Mindfeeder, bem merecem pela sua postura, simpatia e talento.:D
Back to top Go down
http://www.myspace.com/helenagranjo
MI-13
Backstage Press | Level 3
Backstage Press | Level 3
avatar

Registration date : 2008-02-26
Male Number of posts : 956
Age : 39
Country/ City : Portugal/V.N.Gaia
Preferred Music Style : MEtal

PostSubject: Re: MINDFEEDER - entrevista   Mon May 19 2008, 12:54

Boa entrevista, boa banda e grande som
Horns Up :D :twisted:
Back to top Go down
Sandra Manuel
Backstage Press | Manager
Backstage Press | Manager
avatar

Registration date : 2008-03-06
Female Number of posts : 2133
Age : 39
Country/ City : Cortegaça
Preferred Music Style : Metal, Goth, Rock (well, a little bit of everything)

PostSubject: Re: MINDFEEDER - entrevista   Tue May 20 2008, 20:40

Obrigada Miguel
Back to top Go down
http://www.sandramanuel.com
Amorphis
Music listener
avatar

Registration date : 2007-11-02
Number of posts : 259
Country/ City : Porto
Preferred Music Style : Metal

PostSubject: Re: MINDFEEDER - entrevista   Tue Jun 03 2008, 19:19

Não conhecia muito bem esta banda, mas após ter lido esta entrevista passei a conhece-los um pouco melhor.
Back to top Go down
Sandra Manuel
Backstage Press | Manager
Backstage Press | Manager
avatar

Registration date : 2008-03-06
Female Number of posts : 2133
Age : 39
Country/ City : Cortegaça
Preferred Music Style : Metal, Goth, Rock (well, a little bit of everything)

PostSubject: Re: MINDFEEDER - entrevista   Tue Jun 03 2008, 19:24

Amorphis wrote:
Não conhecia muito bem esta banda, mas após ter lido esta entrevista passei a conhece-los um pouco melhor.

Ainda bem que pude ajudar um pouco. Passa no myspace deles. Vais curtir.
Back to top Go down
http://www.sandramanuel.com
navalis
Net Project


Registration date : 2008-04-07
Male Number of posts : 104
Age : 47
Country/ City : Portugal/Espinho
Preferred Music Style : Metal

PostSubject: Re: MINDFEEDER - entrevista   Wed Aug 27 2008, 16:31

Leo - "Tivemos criticas ao “Mind Revolution” a mais baixa foi a critica na “Loud” que foi 7 em 10, porque de resto foi tudo acima dos 8. E portanto acho que isso diz tudo"Leo - "Tivemos criticas ao “Mind Revolution” a mais baixa foi a critica na “Loud” que foi 7 em 10, porque de resto foi tudo acima dos 8. E portanto acho que isso diz tudo"

Realmente não é preciso dizer mais nada.

Quanto ao resto, grande banda e excelente entrevista como tem sido apanágio neste espaço
Back to top Go down
http://someterno.blogspot.com
Sandra Manuel
Backstage Press | Manager
Backstage Press | Manager
avatar

Registration date : 2008-03-06
Female Number of posts : 2133
Age : 39
Country/ City : Cortegaça
Preferred Music Style : Metal, Goth, Rock (well, a little bit of everything)

PostSubject: Re: MINDFEEDER - entrevista   Wed Aug 27 2008, 16:40

Muito obrigada em meu nome e em nome do forum. E obrigada pela tua participação.
Back to top Go down
http://www.sandramanuel.com
Jefté
Music listener


Registration date : 2008-09-07
Male Number of posts : 188
Country/ City : Espinho
Preferred Music Style : Metal

PostSubject: Re: MINDFEEDER - entrevista   Mon Sep 15 2008, 22:34

MI-13 wrote:
Boa entrevista, boa banda e grande som
Horns Up :D :twisted:

x2
Back to top Go down
Sandra Manuel
Backstage Press | Manager
Backstage Press | Manager
avatar

Registration date : 2008-03-06
Female Number of posts : 2133
Age : 39
Country/ City : Cortegaça
Preferred Music Style : Metal, Goth, Rock (well, a little bit of everything)

PostSubject: Re: MINDFEEDER - entrevista   Mon Sep 15 2008, 23:21

Obrigada LDP
Back to top Go down
http://www.sandramanuel.com
Mustas
Music listener
avatar

Registration date : 2008-11-11
Male Number of posts : 45
Age : 29
Country/ City : Portugal/Gaia
Preferred Music Style : Heavy Metal

PostSubject: Re: MINDFEEDER - entrevista   Tue Nov 11 2008, 11:29

Os mindfeeder para além de uma grande banda são gajos muito porreiros!
já tive a oportunidade de falar com eles várias vezes! são gajos super fixes. tmb já tive a oportunidade de partilhar o palco e "backstage" com eles em cacilhas no dia 1 de novembro, no lusitanian equinox. pessoal muito fixe, e grandes musicos!
Back to top Go down
Staticroom
Music listener
avatar

Registration date : 2009-07-31
Male Number of posts : 15
Country/ City : Guimaraes
Preferred Music Style : Metal

PostSubject: Re: MINDFEEDER - entrevista   Fri Aug 21 2009, 19:57

Foi precisamente nesse "Velha Guarda II" q fiquei a conhecer Mindfeeder...
foi sem duvida,para mim,o melhor concerto do dia!

Grande front-man esse Leo e excelente voz...
desejo-lhes o maior sucesso!
Back to top Go down
http://www.myspace.com/staticroom
Sandra Manuel
Backstage Press | Manager
Backstage Press | Manager
avatar

Registration date : 2008-03-06
Female Number of posts : 2133
Age : 39
Country/ City : Cortegaça
Preferred Music Style : Metal, Goth, Rock (well, a little bit of everything)

PostSubject: Re: MINDFEEDER - entrevista   Sat Aug 22 2009, 16:53

Também foi aí que os conheci e concordo contigo Staticroom. Foi o concerto que me deixou literalmente de boca aberta!
Fabuloso!
Back to top Go down
http://www.sandramanuel.com
Sponsored content




PostSubject: Re: MINDFEEDER - entrevista   

Back to top Go down
 
MINDFEEDER - entrevista
Back to top 
Page 1 of 1

Permissions in this forum:You cannot reply to topics in this forum
Backstage Music :: General :: Hard n Heavy :: Interviews-
Jump to: